Ninho de 'vespas gigantes assassinas' é encontrado nos EUA

Cidades | 27 de Outubro de 2020

Cientistas dos Estados Unidos exterminaram um ninho de vespas gigantes asiáticas, encontrado na cidade de Blaine no estado de Washington, no último sábado (24). Essa foi a primeira vez em que um abrigo do inseto da espécie Vespa-mandarina é localizado e destruído nos EUA.

 

Nativas da Ásia, as vespas gigantes foram avistadas pela primeira vez nos Estados Unidos em dezembro do ano passado, e sua presença vem provocando alarme entre apicultores e entomologistas americanos.

 

 

Essas vespas são as maiores do mundo e liberam uma toxina tão potente que pode causar a morte de uma pessoa que tiver levado várias picadas, mesmo se não for alérgica. Sua picada é descrita como extremamente dolorosa, e o ferrão é tão longo que pode penetrar até mesmo o traje de proteção usado por apicultores.

 

Podendo medir mais de 5 cm, as vespas gigantes asiáticas são capazes de destruir uma colmeia de abelhas em poucas horas. Os insetos dessa espécie chegam a ser três vezes maiores que as abelhas. Elas invadem e ocupam as colmeias, matando as abelhas adultas e devorando as larvas e pupas.

 

O ninho destruído foi localizado após especialistas colocarem rastreadores em vespas da espécie, avistadas pela primeira vez na região em 2019. Cerca de 200 vespas viviam no ninho que foi sugado por uma mangueira a vácuo colocada em uma árvore onde os insetos estavam. A árvore também será cortada para remover quaisquer outros resquícios do abrigo.

 

‘FORÇA-TAREFA’ CONTRA OS NINHOS


Em maio deste ano, autoridades e pesquisadores dos EUA lançaram um esforço para tentar localizar e erradicar os ninhos dessa espécie invasora antes que ela possa se estabelecer no país e arrasar a população de abelhas, já em declínio por causa de fatores como doenças, uso de pesticidas e perda de habitat.

 

Para a população de abelhas, porém, sua presença pode ser devastadora, com impacto não apenas na produção de mel, mas também nas diversas culturas que dependem da polinização, como maçã, cereja, framboesa, mirtilo e amêndoas.

 

Moradores e apicultores se uniram aos esforços, espalhando mais de 1,3 mil armadilhas pela região. No dia 14 de julho, uma dessas vespas foi capturada em uma armadilha instalada pelo WSDA no condado de Whatcom. Depois de análises em laboratório, cientistas confirmaram no dia 29 de julho que realmente se tratava de uma vespa gigante asiática.

 

Ainda não se sabe como as vespas gigantes asiáticas chegaram aos Estados Unidos. Uma das teorias é a de que tenham sido transportadas em navios de carga. Também podem ter sido trazidas deliberadamente.

 

Em agosto de 2019, uma dessas vespas já havia sido detectada no Canadá, na província de British Columbia, que faz fronteira com Washington.

• Fonte: YAHOO


Prefeito é amarrado em carro e arrastado por não cumprir promessa

Facebook

©Copyright 2018 - Todos direitos reservados a Rondônia Geral

O site não se responsabiliza por conceitos emitidos nos artigos e nas colunas assinadas e também pelo conteúdo dos anúcios de terceiros.